Receba novidades

Av. Brasília, 7000
Londrina-PR | 86030-280
facebook youtube

Indusfrio - Cozinhas Profissionais

Como a hospitalidade japonesa pode ajudar o seu restaurante?

O Brasil é o país com a maior comunidade japonesa fora do Japão. São milhares de imigrantes que hoje integram e fazem parte da sociedade e da história do nosso país. A imigração começou oficialmente em 1908, com a procura de japoneses por melhores condições de vida. Com isso, muitas famílias se formaram e desenvolveram sua cultura em meio às nossas tradições.

Uma das notórias características dos japoneses é a hospitalidade com que recebem os convidados, independente da situação. O cuidado no atendimento ao cliente é quase uma questão de ordem em qualquer empresa do Japão. O costume está até no vocabulário: omotenashi, que significa receber o visitante da melhor forma possível, sem segundas intenções, com o coração puro, prestando atenção tanto ao que está visível quanto ao que está invisível (ou seja, os sentimentos).

Essa filosofia parece algo complicado, mas, na gestão de restaurantes, pode ser aplicada em gestos muito simples ao cliente. É a gentileza de abrir a porta na hora que ele entra no local, é o cumprimento com um sorriso na ou até mesmo uma pergunta sincera sobre o que ele está achando do atendimento. O importante é passar sempre a mensagem de que o cliente é a peça mais importante da engrenagem do seu negócio. Toda a atenção dos funcionários deve estar voltada a ele, a fim de antecipar necessidades e exceder expectativas.

Hospitalidade na prática 
O jornalista americano Oliver Strand, do Wall Street Journal, explicou o espírito do omotenashi em diversos segmentos diferentes do comércio, mas que compartilham esta mesma filosofia. Um deles é o restaurante Ishikawa, que tem três estrelas no guia Michelin. Mesmo com uma premiação tão cobiçada, o restaurante não abriu mão de servir bem o consumidor da melhor forma possível. Strand conta que o chef do local, Hideki Ishikawa, parava seu trabalho para explicar diversas vezes o que estava preparando. A garçonete que o atendia, sempre que lhe dirigia a palavra, se ajoelhava antes de falar. Na hora de ir embora, toda a equipe do restaurante fez uma fila na porta e se curvou em reverência a ele, o cliente.

O que podemos aprender com essa experiência? O omotenashi é um costume arraigado e cultivado desde a infância no Japão e, embora não consiga ser definido com exatidão nem pelos próprios japoneses, é algo que, na prática, você pode observar e implementar no seu próprio negócio. O cuidado ao falar com o cliente, do garçom ao chef do restaurante, indica que todo ato obrigatório na experiência do consumidor é uma oportunidade em potencial de exercer gentileza.

Como melhorar a hospitalidade do seu negócio?
Por mais modernas e automatizadas que sejam os sistemas e os processos hoje em dia, ninguém quer ser atendido por robôs. Um atendimento personalizado e, mais ainda, humanizado, é o fator realmente capaz de conquistar os clientes. Um cliente que se lembra com carinho de uma experiência positiva é um cliente que não apenas tem mais chances de voltar, como também de recomendar o serviço a outras pessoas. Por isso, listamos algumas ações que podem tornar o seu negócio mais hospitaleiro. Confira.

 - Seja gentil em cada ação: abra a porta para o cliente. Responda suas dúvidas com atenção e faça o possível para mantê-lo feliz e satisfeito.
 - Saiba o que está vendendo: mostre ao cliente que você está preocupado com o que o ele vai comer. Diga os ingredientes, fale como eles são preparados.
 - Pergunte: peça a opinião do cliente. Pergunte se a comida está boa, no que o preparo pode ser melhor. Mantenha a humildade sempre.
 - Preste atenção aos detalhes: se você souber que o cliente está lá por uma ocasião especial, é uma oportunidade de ouro para ir além do serviço padrão e criar uma experiência memorável. Você nunca esqueceria se reabrissem um bar apenas para que você pudesse beber em comemoração ao seu aniversário, não?

Pequenos cuidados e ações, além de atraírem novos clientes, encantam e fidelizam os antigos. E qual restaurante não quer ser lembrado pelo seu público?


E você? O que faz para tornar o serviço do seu restaurante mais acolhedor? Deixe sua opinião nos comentários!



Receba novidades

Desenvolvido por Studio Diip